Se mora na Grande Lisboa é provável que já tenha passado à porta da Adega Regional de Colares algumas vezes – mas provavelmente nunca lá entrou. Certo? Ora uma visita à Adega, fundada em 1931 e a mais antiga cooperativa do país, é quase uma daqueles carimbos obrigatórios no passaporte de um português. Como aqui contei quando escrevi sobre o Areane, que está na carta d’O Bar da Odete, Colares é a região vínica mais pequena do mundo, cujos vinhos ficaram famosos quando as vinhas da Europa sofreram o ataque da filoxera e praticamente desapareceram de todo o lado, menos daqui, graças ao solo arenoso fundo, que as protegeu da praga. Encaixada entre o oceano Atlântico e a Serra de Sintra, Colares é também a região demarcada mais ocidental da Europa, com uma forma de trabalhar as vinhas bem diferente da convencional. A restante história pode (e deve) ser descoberta numa visita guiada à adega, com um considerável número de tonéis de madeira onde o vinho envelhece, cujas marcações devem ser feitas previamente em www.arcolares.com.

Até lá, venha provar o Arenae no bar.

Espero por si, #às7naOdete

Último Artigo