Olá. Se apenas me conhece há pouco tempo, talvez não saiba que a cada nova estação gosto de renovar as cartas de vinhos dos dois bares, o da Rua do Jardim do Regedor e o do Time Out Market. Faço-o sempre após intensas e longas provas cegas, com um painel de provadores que gosta de debater ideias e em que tudo é levado muito a sério: os vinhos com o rótulo escondido e servidos à temperatura certa, em provas de mais do que um dia. Além destas provas destinadas à elaboração dos novos menus, ao longo do ano, quando acontecem as permanentes formações com a equipa, acabamos por fazer uma pré-selecção de alguns vinhos que poderemos vir a ter na carta. Com e entrada do frio (onde? Está para breve) estamos já a preparar as novidades, num menu onde vamos apostar na renovação dos nossos tintos. Em relação ao estilo de vinhos que procuramos, nunca foi elaborado um manifesto, mas há regras que gostamos de seguir. Exemplos? Procuramos que haja sempre um casamento feliz na tão importante ligação entre preço e qualidade; como bar de vinhos portugueses, somos adeptos dos pequenos produtores; tentamos ter uma carta o mais diversificada possível, que junte aos vinhos de especialista outros vinhos chamados ‘de bar’, ou seja, mais fáceis e adaptáveis ao palato do maior número de pessoas; nesta diversificação, nunca nos esquecemos do bar no Mercado da Ribeira, cujas referências têm de responder às dezenas de diferentes propostas gastronómicas do espaço.

É, por isso, tempo de vir ao O Bar da Odete explorar este último menu, antes da leva de novidades.

Espero por si, #às7naOdete

Último Artigo